SUPLICA DA ÁRVORE

Tu que passas e levantas contra mim teu braço, antes de me fazer mal olha-me bem.

Eu sou o calor de teu lar nas noites frias de inverno.

Eu sou a sombra amiga que te protege contra o  Sol.

Meus frutos saciam tua fome e acalma tua sede.

Eu sou a viga que suporta o teto de tua casa, a tábua de tua mesa, a cama que descansas.

Sou o cabo de tuas ferramentas, a porta de tua casa. Quando nasces, tenho madeira para teu berço; quando morres, em forma de ataúde te acompanho ao seio da terra.

Sou pau bondade e flor de beleza. Si me amas, como mereço, defende-me contra os insensatos.

(Autor desconhecido)

 

Olá, eu sou o Emílio e durante muitos anos em quis criar um canal de comunicação com crianças e jovens. Até que nasceu este site onde você encontra muitas coisas legais e escritas por mim. Se quiser conhecer mais sobre minha história, clique lá em cima em “Emílio Figueira” no menu. E qualquer dúvida os curiosidade que você tenha, basta escrever para figueiraemilio@gmail.com

Deixe uma resposta