A LENDA DA VITÓRIA RÉGIA – Emílio Figueira

Em uma aldeia de índios, um indiozinho perguntou ao chefe de sua tribo:

– De onde vêm as estrelas que brilham no céu?

E o chefe, sábio como sempre, respondeu:

– Cada estrela é uma índia…

– Como assim? – Indagou curioso o menino.

– A Lua, meu filho, é um belo guerreiro, que nas noites de luar, desce à Terra e se casa com uma índia que se torna uma estrela.

– Mas houve uma índia chamada Naiá, a mais bonita de nossa tribo, que com ele não quis se casar.

– Que tolo! Por que será?

E o chefe narrou-lhe toda a história:

– A jovem índia se apaixonou pela imagem da Lua. Nas noites de luar, Naiá saia correndo com os braços estendidos nas mata, tentando  alcançar a Lua. Chegou um dia que Naiá sentou à beira do logo. A Lua refletiu nas águas do lago. Naiá, apaixonada, lançou-se em suas profundezas.

– Que triste fim para um grande amor! – Lamentou o menino.

Mas o chefe completou:

– Só que a Lua recompensou Naiá.

– Como assim? – Quis saber o pequeno indiozinho.

– A Lua lhe deu o nome de uma linda flor.

– E qual é o nome?

– Vitória Régia.

 

Olá, eu sou o Emílio e durante muitos anos em quis criar um canal de comunicação com crianças e jovens. Até que nasceu este site onde você encontra muitas coisas legais e escritas por mim. Se quiser conhecer mais sobre minha história, clique lá em cima em “Emílio Figueira” no menu. E qualquer dúvida os curiosidade que você tenha, basta escrever para figueiraemilio@gmail.com

Deixe uma resposta